quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Europa;

Quando soltei a sua mão

As flores do seu lado
(Serviam pra te consolar)
Imagens na televisão
São parte do passado
(De um pesadelo e não há como acordar)
Perceber que não há nenhum dia para você (recordar)

Que aqui fora só existem lembranças que você vai (se lembrar)
Dos espelhos que sempre mostraram tristeza no seu olhar
Presa dentro dessa dor
(Sem ninguém pra me ajudar)
Presa nesse corredor
(Desistindo de tentar)
Presa dentro dessa dor
(Não há como me salvar)
Presa onde você for
Me diga o que fazer sozinho
(Eu não sei)
Tente seguir esse caminho
(Que eu trilhei)
Eu prometi um dia te mostrar
Jurei que iria te levar pra outro lugar
E como eu vou viver sozinho?
(Eu não sei)
Se me perdi nos teus caminhos
No dia em que você me perdeu
Me diga como tudo isso aconteceu
(Aonde foi que a gente esqueceu?)
Presa dentro dessa dor
(Sem ninguém pra me ajudar)
Presa nesse corredor
(Desistindo de tentar)
Presa dentro dessa dor
(Não há como me salvar)
Eu vou aonde você for
(E a sua mão não vou soltar)
E a sua mão não vou soltar...
Presa dentro dessa dor...


modificada (8). Europa - Fresno

Nenhum comentário:

Postar um comentário