sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Dopamina

Você é a minha dopamina
Morfina da minha pele
O sangue que corre em minha veias
O ar de meus pulmões
A água que eu bebo
A comida que me sustenta
Cada célula do meu corpo
Palavras que eu falo
Poemas que eu escrevo
Visão do meu olhar
Você é a minha dopamina
Meu mundo
só eu e você nele

Nenhum comentário:

Postar um comentário