domingo, 15 de agosto de 2010

Acretitar?

Seempre me contentei com pouco
Pelo menos daquela vez
Esse é o motivo de toda
A minha dor, solidão e sofrimento
Estava tão feliz por te conhecer
Por te encontrar
Você não tem ideia
De por quanto tempo eu esperei por você
E eu finamente tinha te encontrado
Mais eu me contentava em saber
Que você existia, em poder te olhar
Em poder te amar.
Eu não precisava de mais nada
Você estava ali
Por mais que quisesse
Eu não conseguia dizer tudo a você
E deixei o destino me guiar
Mais isso não existe
Porque é você que faz as coisas acontecerem
E eu não acredito mais em destino
Porque ele me deu a volta
E a sorte me traiu como um amante infiel
E eu esqueci de tudo
O tempo passou  e o mundo girou
E por me contentar em apenas ver você
Eu acabei te deixando ir
O tempo desapareceu
E quando eu percebi
Você se foi
Mas foi eu ou o destino que me levou até você?
Foi a sorte ou as minha decisões?
Eu não sei mas não acredito mais em destino
Ou deveria acreditar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário