quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Alem da minha saudade.

Como lutei por você

como quis te dar o que havia de melhor em mim
mas sua cegueira
não permitiu que você enxergasse seu lugar
o melhor pra você
seu medo de ser feliz
seu orgulho e covardia
sua fraqueza não permitiu você relutar
o ceder
há um destino de amor
uma vida de sonhos
jogadas no abismo
no fundo do poço
a tristeza e lágrimas de amor de uma menina
que só sofreu por amar você
Hoje triste
sigo minha vida sem graça
sem esperanças ou mesmo uma palavra que me conforte
a imensa dor de ter sido derrotado lutando
pelo amor da minha vida.



Minha vida é sincera. Meu amor também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário