domingo, 24 de abril de 2011

Um mundo de chances

Me dói escrever o que vou escrever agora, mas é simplesmente a verdade.
Eu não posso continuar, desculpe mas não posso mais. Olhe para o mundo, é um mundo de chances, um mundo inteiro para mim e eu decidi me libertar e viver minhas chances. Não querido, não acabou, não morreu, não foi mentira, eu nunca o esquecerei; apenas me deixarei viver. Qual é o sentido de continuar assim se você não se importa, se isso não prova nada para você? Meu amor, saiba que você sempre será o primeiro, único, insubstituivel, inesquecivel e nunca deixarei de te amar porque você me mostrou esse mundo de chances. Então querido, o Amor nunca morrerá, ele apenas continuará e perpetuará na Eternidade. Não sei se o que escrevo é verdade ou uma falsa sensação de liberdade, mas tenho certeza que nunca te deixarei. Eu  vou viver, eu vou ser feliz, vou ser livre e abusar de tudo ao meu dispor. Não abandonarei meu blog, jamais, só não serei escrava dele, como era a sua. Se um dia te ver novamente meu coração ainda disparará, eu ainda sorrirei e desejarei te beijar, mas vou lembrar que sou livre para fazer minhas escolhas, e uma parte de mim te esperará e sempre te amará, outra vai viver. 
Esse é um momento muito difícil e confuso, mas continuem online e saberam como essa história termina.
Te amo

Nenhum comentário:

Postar um comentário