quarta-feira, 23 de março de 2011

Sonhos eternos

Muitas vezes eu fecho meus olhos
E eu posso ver teu sorriso
Você chegando até minha mão
E eu estou desperta do meu sonho
Embora o meu coração seja seu
No interior é vazio
E eu nunca tive o seu amor
E nunca terei.
E todas as noites
Eu minto ao despertar
Pensando talvez que você me ama
Como eu sempre te amei
Mas como você pode me amar
Como eu te amei quando
Você não pode sequer olhar diretamente nos meus olhos
Eu nunca me senti assim
Estar tão apaixonada
Ter alguém aí
Ainda me sinto tão sozinha
Você supostamente não é
O que irá limpar minhas lágrimas
O que dizer sobre aquele que você nunca deixa
As águas calmas e ainda
O meu reflexo está lá
Eu vejo você me segurando
Mas então você desaparece
Tudo que você deixa
É uma memória
Que existe apenas em meus sonhos
Eu não sei o que te magoa
Mas eu posso sentir isso também
E isso dói muito
Saber que eu não posso fazer algo
E no fundo do meu coração
De alguma maneira eu sei
E não importa o que
Eu sempre te amarei
Então por que ainda estou aqui chorando na chuva?

Um comentário:

  1. Coincidencia... a data de postagem é a do meu aniversário,e três dias antes meu namoro acabou com uma pessoa da qual até agora não consegui esquecê-la e provavelmente a amarei para sempre e talvez outra não tenha mais o mesmo amor. É triste.

    ResponderExcluir